Gato

As 10 Doenças mais comuns em gatos: O que todo tutor deve saber

Hoje vamos falar sobre as top 10 doenças mais comuns em gatos.

Se você é tutor de um gatinho, certamente quer o melhor para ele. Isso significa não apenas dar amor e carinho, mas também conhecer os possíveis problemas de saúde que podem afetar os gatos e como prevenir.

Aqui está uma lista das 10 doenças mais comuns em gatos:

ÍNDICE

  1. Verminose
  2. Obesidade
  3. Doença do trato urinário inferior
  4. Leucemia (FeLV)
  5. Imunodeficiência felina (FIV)
  6. Doença renal crônica
  7. Panleucopenia
  8. Doença periodontal
  9. Doença respiratória felina
  10. Diabetes Mellitus

 

VERMINOSES EM GATOS

São infestações de vermes nos gatos, como vermes intestinais, que podem causar barriga inchada, diarreia e fraqueza. As verminoses são comuns, especialmente em gatos que têm acesso ao ambiente externo de casa e que não tomam nenhum tipo de remédio contra vermes. Já escrevemos um artigo explicando se é perigoso que os gatos tenham acesso a rua, confira.

OBESIDADE EM GATOS

É quando o gato está acima do peso, o que pode causar problemas de saúde como diabetes e problemas nas articulações. Evite a obesidade mantendo uma dieta balanceada e incentivando a prática de exercícios.

DOENÇA DO TRATO URINÁRIO INFERIOR (DTUI) DOS GATOS

São problemas que afetam o sistema urinário do gato, causando dificuldade para urinar e até mesmo obstrução do xixi. É mais comum em gatos machos não castrados, em animais obesos e naqueles que consomem alimentos com alto teor de minerais, como fósforo e magnésio. É possível prevenir essa condição controlando o peso do animal e evitando alimentos com alto teor de minerais.

LEUCEMIA FELINA (FeLV)

gato laranja dormindo no chão
Gato deitado – Foto de Ludemeula Fernandes na Unsplash

É causada por um vírus que ataca o sistema de defesa do corpo do gato, deixando-o mais fraco. É como se o sistema de defesa do gato perdesse sua força de luta contra as doenças. Isso faz com que o gato fique mais vulnerável a outras doenças, como resfriados, infecções de pele e outros problemas de saúde. Além disso, a FELV também aumenta as chances de o gato desenvolver câncer ao longo do tempo. A vacinação adequada pode ajudar a prevenir.

IMUNODEFICIÊNCIA FELINA (FIV)

Semelhante ao HIV em humanos e também à Leucemia felina, a FIV também é uma doença viral que enfraquece o sistema imunológico do gato e o deixa fraco e vulnerável a outras doenças.
A prevenção é feita principalmente evitando o contato com gatos infectados.

DOENÇA RENAL CRÔNICA (DRC) EM GATOS

É quando os rins do gato não funcionam bem ao longo do tempo, o que pode causar problemas de saúde graves, como desidratação, fraqueza, pressão arterial elevada, anemia, entre outros.
Se o um gato tem DRC, ele pode beber mais água, urinar mais, perder peso e até vomitar. Afeta principalmente gatos idosos. É possível prevenir a DRC com uma dieta equilibrada, ingestão de água, controle do peso corporal e visitas regulares ao veterinário.

PANLEUCOPENIA FELINA

Uma doença viral muito contagiosa que pode causar febre, vômitos, desidratação e diarreia grave. A panleucopenia afeta principalmente gatinhos não vacinados.

DOENÇA PERIODONTAL DO GATO

Envolve problemas dentários que causam inflamação na gengiva dos gatos, mau hálito e até perda dos dentes. A inflamação e as bactérias na boca podem entrar na corrente sanguínea e causar problemas mais graves em outros órgãos, até mesmo no coração. Essa doença é comum em gatos, especialmente aqueles que não recebem cuidados dentários adequados.

DOENÇA RESPIRATÓRIA FELINA (DRF)

É como se fosse um resfriado ou gripe nos gatos, causando espirros, tosse, secreção nasal e até mesmo dificuldade para respirar. É causada por vírus respiratórios. Vacinação e evitar o contato do seu animal com outros gatos doentes são formas de prevenção.

DIABETES MELLITUS EM GATOS

gato gordo com expressão de surpresa
Gato acima do peso – Imagem de Adrian Khoo por Pixabay

É quando o gato tem muito açúcar no sangue porque seu corpo não usa insulina corretamente para controlá-lo. Isso causa muita sede, urina frequente e perda de peso. Para prevenir o diabetes, o gatinho necessita de um estilo de vida saudável, com alimentação equilibrada e exercícios físicos regulares, evitando o excesso de peso e com consultas regulares ao veterinário.

É importante levar seu gato ao veterinário regularmente para check-ups e vacinas, e ficar atento a quaisquer mudanças em seu comportamento ou saúde. Com amor, cuidado e atenção veterinária adequada, seu gato pode viver saudável e feliz, longe dessas doenças.

Lembre-se: prevenir é sempre melhor do que remediar.

Elisa F Cruz

Escrever sobre animais é um hobbie e uma diversão. Sempre me intriga as perguntas que as pessoas têm sobre seus bichinhos de estimação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *