Gato

Viajando com gatos: Dicas para transporte sem estresse

Se você é tutor de um gatinho, sabe o quanto essas criaturinhas podem ser peculiares. Eles são os mestres da casa, os reis do conforto, e muitas vezes, não gostam muito da ideia de sair de casa, preferindo o aconchego do sofá aos passeios externos. Mas e quando chega a hora de levá-los ao veterinário ou em uma viagem?

Transportar um gato pode ser um desafio, especialmente se o felino não estiver acostumado com a ideia. No entanto, com um pouco de planejamento e algumas dicas úteis, é possível tornar essa experiência menos estressante para você e seu bichano de estimação.

1. Caixa de transporte: sua melhor aliada

Uma caixa de transporte é essencial quando se trata de transportar gatos com segurança e conforto. Essas caixas são projetadas para serem resistentes, bem ventiladas e espaçosas o suficiente para permitir que os pets se movam livremente dentro delas. As caixas oferecem a sensação de segurança que os gatos tanto apreciam, e também são resistentes para evitar que o animal fuja.

2. Familiarize o seu gato com a caixa de transporte

Uma das melhores maneiras de garantir que seu gato não entre em pânico ao ser colocado na caixa de transporte é familiarizá-lo com ela antes da viagem. Em vez de deixar a caixa guardada até o último minuto, mantenha-a acessível para o seu gato explorar. Coloque-a em um lugar tranquilo da casa, forneça uma manta macia, alguns brinquedos e até mesmo alguns petiscos dentro dela. Assim, a caixa se tornará um ambiente familiar e reconfortante para o seu felino.

gato transporte
Foto de Denniz Futalan

3. Prepare a caixa para a viagem

Ao preparar a caixa de transporte para a viagem, certifique-se de torná-la o mais confortável possível para o seu gato. Forre o fundo com uma manta ou toalha macia para tornar seu interior mais confortável. Se a viagem for longa, considere levar um recipiente de água e um pouco de comida, mas esteja ciente de que alguns gatos podem ficar enjoados durante o percurso.

4. Evite mudanças extremas de temperatura

Assim como nós, os gatos também são sensíveis às mudanças de temperatura, principalmente aos extremos, quando fica muito calor ou muito frio. Mantenha a caixa em um local protegido de luz solar direta e do vento frio. Evite também deixar os animais sozinhos dentro de automóveis, pois no interior de carros a temperatura pode subir muito rápida, e colocar a vida do animal em risco. 

5. Segurança em primeiro lugar

Se você estiver viajando de carro, certifique-se de prender a caixa de transporte com o cinto de segurança ou colocá-la no chão atrás dos bancos dianteiros. Isso garantirá a segurança do seu gato em caso de freadas bruscas ou colisões.

6. Consulte sempre um veterinário

Por fim, nunca dê medicamentos para enjoo ou tranquilizantes ao seu gato sem a orientação de um veterinário. Se o seu gato costuma ficar enjoado durante viagens, consulte um profissional de saúde animal para obter recomendações adequadas e garantir o bem-estar do seu felino.

 

Transportar gatos pode ser desafiador, mas com as precauções certas e um pouco de paciência e planejamento, você pode garantir uma viagem segura e confortável para o seu amigo peludo.

Lembre-se sempre de levar em consideração o conforto e a segurança do seu gato, assim, a experiência do transporte será muito mais tranquila para ambos.

Elisa F Cruz

Escrever sobre animais é um hobbie e uma diversão. Sempre me intriga as perguntas que as pessoas têm sobre seus bichinhos de estimação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *