Generalidades

Para que servem os bigodes dos animais?

Muitas espécies de animais possuem bigodes, especialmente os mamíferos. Mas você já se perguntou para que servem esses bigodes? Os bigodes são chamados de vibrissas, e são pelos sensoriais que muitos animais possuem. Vamos descobrir as funções desses bigodes?

O que são vibrissas?

As vibrissas, também chamadas de bigodes, são pelos especiais encontrados nos mamíferos. Esses pelos são mais longos, grossos e rígidos que os pelos comuns. São encontrados em regiões em torno do rosto ou focinho, a depender da espécie. A região onde esses pelos nascem e ficam enraizados é cheia de terminações nervosas, tornando a área mais sensível e ajudando os animais em diversas funções:

Ajudam os caçadores a encontrar presas

Animais predadores, como os gatos, usam as vibrissas para perceber informações táteis. Elas ajudam o animal a sentir o movimento de presas próximas, mesmo no escuro.

Imagine um gato se aproximando de uma presa, como um rato, em um lugar escuro. Ele pode não conseguir ver muito bem, mas suas vibrissas são como antenas especiais que detectam os movimentos do rato no ar. Quando o gato sente o movimento das vibrissas, ele sabe exatamente onde a presa está e pode se preparar para o ataque.

Percepção do ambiente e orientação

gato laranja com longos bigodes
Foto de Rinnie Deer na Unsplash

Os bigodes são importantes para os animais mapearem o ambiente e avaliarem a distância dos objetos ao redor. Eles podem sentir vibrações e determinar a proximidade dos objetos, o que é especialmente útil em ambientes escuros.

Por exemplo, quando um rato está em um túnel escuro, seus bigodes funcionam como antenas. Elas o ajudam a sentir quando está perto da parede do túnel, para que não bata nela. Além disso, se um inseto ou outra comida estiver próxima, as vibrissas podem sentir isso também, ajudando o rato a saber onde ir para pegar sua comida. Ou seja, as vibrissas são como olhos extras no escuro, ajudando o rato a se mover com segurança e encontrar comida.

Filtragem do ar que é respirado

Em algumas espécies como o homem, as vibrissas estão dentro do nariz, lá elas são mais úmidas e ajudam a filtrar o ar que é respirado. Assim, partículas maiores de sujeira ficam presas nas vibrissas dentro do nariz, enquanto o ar filtrado segue até os pulmões.

Comunicação através dos bigodes

As vibrissas também são importantes para a comunicação de algumas espécies, como os gatos, focas, ratos e elefantes. Nessas espécies, os bigodes podem mostrar como estão se sentindo, transmitir mensagens durante brincadeiras ou interações sociais, marcar território e ajudar nas interações entre mãe e filhote durante a amamentação. Embora os bigodes não sejam como falar ou gestos, eles ainda são importantes para os animais se entenderem.

Cuidados com os bigodes dos animais

focinho de vaca mostrando os bigodes
Foto de Rinnie Deer na Unsplash

Sem dúvida, os bigodes dos animais são muito sensíveis e úteis. Por isso, cortar ou danificar esses pelos especializados pode causar confusão e desconforto para os animais, prejudicando sua capacidade de se orientar no ambiente e se comunicar adequadamente.

Conclusão

Em resumo, os bigodes dos animais são mais do que apenas pelos decorativos. Eles são ferramentas que ajudam os animais a navegarem pelo ambiente, se comunicarem e entenderem melhor o mundo ao seu redor. Portanto, da próxima vez que você admirar o bigode do seu cachorro ou do seu gato, lembre-se de da importância por trás desses adoráveis bigodes.

Elisa F Cruz

Escrever sobre animais é um hobbie e uma diversão. Sempre me intriga as perguntas que as pessoas têm sobre seus bichinhos de estimação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *