Saúde e bem-estar

Como o calor pode afetar os animais?

Entenda como o calor afeta os animais: perigos, precauções e Bem-estar.

Ondas de calor fora de época podem afetar os animais

Em tempos de mudanças climáticas, tanto o Brasil quanto o mundo têm enfrentado picos de temperatura inesperados. De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia – INMET, a previsão aponta para possíveis ondas de calor no final do inverno, com temperaturas podendo ultrapassar os 38°C, principalmente nas áreas centrais do país.

Os perigos do calor para os animais

Nossos amigos peludos, como cães e gatos, também sentem os efeitos do calor. Assim como os humanos, eles são animais homeotérmicos, o que significa que têm mecanismos para regular sua temperatura interna. Essa regulação é crucial para o funcionamento adequado das reações químicas e processos vitais. No entanto, altas temperaturas podem prejudicar esses sistemas, levando a sinais e sintomas como desidratação, insolação e, em casos extremos, até mesmo o óbito. 

Mas e como os animais se refrescam?

Para lidar com o calor, os animais desenvolveram mecanismos de resfriamento que variam de acordo com a espécie. Os humanos, por exemplo, possuem glândulas sudoríparas que produzem suor, promovendo a evaporação de líquidos e consequentemente o resfriamento da pele.

Já os cães possuem menos glândulas sudoríparas, localizadas principalmente nas almofadas das patas. Como a quantidade de glândulas não é suficiente para dissipar o calor, eles ofegam e expõem a língua para fora da boca. Assim, como as superfícies da boca são naturalmente úmidas, os cães regulam sua temperatura corporal por meio da evaporação.

Assim como os cães, os gatos possuem uma quantidade limitada de glândulas sudoríparas e refrescam o corpo através da respiração ofegante. Além desse mecanismo, é comum os gatos aumentarem a frequência de seus banhos, pois a lambedura dos pelos contribui para refrescar o corpo enquanto a saliva evapora.

Cuidados com os animais durante o calor

Entender como o calor afeta os animais e fornecer um ambiente confortável é fundamental para garantir o bem estar dos animais. Alguns cuidados incluem:

  • Sombra: Importante para ajudar os animais a se manterem refrescados e confortáveis, ao abrigo do sol.
  • Água fresca: Ajuda os animais a se manterem hidratados. No caso de gatos, fornecer água corrente ou disponibilizar uma fonte pode tornar a água ainda mais atrativa e aumentar a ingestão de água dos felinos.
  • Evitar exposição prolongada ao sol: Tomar sol é importante, mas limite o tempo que seus animais passam sob o sol direto e dê preferência por horários mais frescos, como o início da manhã ou o fim da tarde.
  • Escovação regular: Ajuda a remover pelos mortos e a manter a pelagem saudável.
  • Uso de ventiladores: Em dias muito quentes, o  uso de ventiladores pode ser útil para manter os animais mais frescos.

Sinais de alerta nos animais em dias muito quentes

Em dias quentes, fique atento a sinais como tremores, vômitos, língua roxa, fraqueza ou falta de apetite. Se notar qualquer desses sintomas, busque ajuda veterinária imediatamente.  

Compreender como o calor afeta os animais e adotar precauções adequadas é crucial para garantir o bem-estar de nossos amigos de quatro patas. Em um período de temperaturas imprevisíveis, cuidar deles é uma responsabilidade que não pode ser negligenciada.

Elisa F Cruz

Escrever sobre animais é um hobbie e uma diversão. Sempre me intriga as perguntas que as pessoas têm sobre seus bichinhos de estimação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *